Archive for the ‘reading list unpublished’ Category

8
Dec

Get Printed Photos From Jerusalem

   Posted by: Alon   in reading list unpublished

Shalom All!

I have already published a few blog posts on this website with pictures of my trips to Jerusalem, that were always a big success with you. These photos (here) got over a 100 comments, countless tweets and dozens of emails. Additionally, These photos (here) also got that much attention.

You said the pictures bring tears to your eyes. That made me a very happy man.

A lot of people have emailed me and asked me to send them printed photos. Some inquired how they can buy copies of the photos. However, I don’t feel right selling pictures that I’m willing to give for free for your enjoyment. On the other hand, as you know printing pictures and sending international letters can get quite expensive, especially if you send dozens at a time. I’m sure you know money is tight for me and I really can’t afford to send so many international letters right now.

A few days ago I got an idea, which I want to try out with you all. I thought to myself – what if I send printed photos to people who donate money to this cause? That way you could get printed photos, and I could get some desperately needed donations.

So here’s what I’m offering, and please let me know what you think: Anyone who donates $10 or more, will get a real letter in the mail with real printed photos. After subtracting the costs of sending you letters, I will still have a few dollars left over.

So how is it going to work? First, click on this orange button to donate via PayPal :

After you donate, I’ll have your contact details. I’ll email you to verify the address you want the letter to be sent to. I also think you can add your own text in a custom field there, so you could write all the necessary details.

For any questions, comments or suggestions, you can always email me to: contact@tweetyourprayers.org .

What do you think?

Yours with love from the Holy Land 🙂

1
Nov

Como minha vida foi salva

   Posted by: Alon   in reading list unpublished

Shalom, pessoal,

Quero compartilhar com vocês o que me aconteceu, na noite de quarta-feira.

O resumo é que, na noite de quarta-feira, minha vida foi salva. Eu cheguei o mais humanamente possível perto de uma colisão de carro em alta velocidade, e, no último milissegundo, fui salvo e saí da situação sem um arranhão em mim.

Alguns de vocês conhecem a sensação de que, após algo muito chocante ou profundamente perturbador acontecer com você, a vontade que se tem é de contar a alguém próximo, como uma esposa ou algum membro da família, e tirar o peso das costas.

Falar sobre o que aconteceu, em muitos casos, ajuda a se encontrar algum alívio. Bom, e eu fiz isso, na quarta-feira. Falei ao meu pai e, depois, à minha namorada, mas não me senti totalmente aliviado do estado de choque no qual eu me encontrava. Isso me deixou acordado à noite, e quando estava acordado, senti a necessidade de compartilhar o acontecido com vocês, pessoal. Sinto que essa experiência está relacionada com o trabalho que estou fazendo no Tweet Your Prayers, o qual, evidentemente, não existiria – sem vocês.

Como eu disse, cheguei ao mais próximo de um acidente de carro potencialmente fatal. Estava dirigindo de volta da universidade, a cerca de 90km/h, quando uma motorista displicente saiu do posto de gasolina do lado da pista e se precipitou para o meio da faixa sem olhar. Ela fez isso justamente quando eu estava me aproximando, então, instintivamente, apertei a buzina e os freios. Ambos com muita força. Acho que ela estava chocada ou confusa com o que estava acontecendo e com o erro que ela cometeu, assim, ela não reagiu, à primeira vista. Meu carro estava a uma longa distância, e, mesmo assim, apertei os freios o mais forte que pude e fiquei bem perto da traseira dela e bem rápido. Pisei nos freios mas a velocidade não estava diminuindo rápido o bastante. Eu estava completamente desesperado (e essa não é uma sensação muito agradável, para dizer a verdade). Não podia ir nem para esquerda nem para a direita, e ainda receava que o carro de trás batesse na minha traseira. Lembro que um pensamento veio à minha mente, que aquele era um momento de mudança de vida e que nada poderia ser igual depois daquilo, porque eu, definitivamente, ia sofrer um acidente e ia morrer ou ficar gravemente ferido. Fiquei, literalmente, a polegadas da traseira do carro dela, e, exatamente no último momento, ela caiu na real e bateu na bomba de gasolina, pôde ir pra longe e desviar. Eu não poderia ter chegado mais perto que isso. Eu estava a salvo.

Eu estava bastante em estado de choque depois disso. Muitos pensamentos e sensações. Não acho que alguém possa chegar tão perto de uma colisão em alta velocidade e, bem no último momento, ser salvo desse jeito. Penso que há algo maior por trás disso tudo.

Muitas pessoas, incluindo meus pais, não entendiam o porquê de eu ter começado o Tweet Your Prayers, o porquê de eu estar dando duro para ajudar a verdadeiros estranhos a quem jamais conhecerei. Vou dizer a verdade – é muito tempo e energia consumidos. MUITO.

EU ACHO QUE SER SALVO FOI O QUE GANHEI PELO MEU TRABALHO DURO.

Obviamente, quando comecei o TweetYourPrayers, alguns meses atrás, não podia saber que, um dia, estaria em tal situação na estrada. Mas eu o fiz, independentemente disso, porque queria ajudar as pessoas. E agora, ainda estou aqui. Não tenho um arranhão sequer em mim. Apenas pense nisso, é perturbador. É difícil de compreender. ESTOU VIVO.

—-

I’d like to thank Jessica Sombra de França for translating to portugeuse! You can find her at: http://twitter.com/jessicasombra

1
Nov

COMO SALVÉ MI VIDA

   Posted by: Alon   in reading list unpublished

Hola a todos,

Quiero compartir con vosotros lo que me pasó la noche del miércoles.

La historia es que el miércoles por la noche volví a nacer de nuevo. Esta muy
reciente el “casi” accidente entre dos vehículos a alta velocidad y como en el
último milisegundo salvé la vida y salí de la situación sin un rasguño.

Algunos de vosotros sabéis que después de un suceso impactante o algo que
profundamente nos inquieta necesitamos contárselo a nuestra pareja o a un
miembro de la familia y conseguir sacar esa angustia de nuestro pecho. Hablando
de lo que ocurrió y, en muchos casos, ayudándonos a encontrar algo de alivio.

Bien, esto ocurrió el miércoles. Hablé con mi padre y luego con mi novia pero
todavía no estaba recuperado ya que me encontraba en estado de shock. Durante
toda la noche estuve muy inquieto y cuando me levanté sentí la necesidad de
compartirlo con vosotros. Siento que esta experiencia está relacionada con el
trabajo que estoy haciendo twitteando sus oraciones, las cuales no podrían existir
sin ti.

Como ya he dicho estuve muy cerca de un fatal accidente de tráfico. Estaba
conduciendo de vuelta de la universidad a unos 90km/h (aproximadamente 60
millas/h) cuando un conductor temerario, salió de la gasolinera sin mirar e
irrumpió en el carril central. Lo hizo justo cuando me estaba acercando así que, de
manera instintiva, comencé a tocar la bocina y pisar los frenos. Ambos con fuerza.
Creo que ella se asustó al darse cuenta de lo que estaba sucediendo y del error que
acababa de cometer. No pudo reaccionar a tiempo.

La frenada de mi coche era larga y, aunque frené todo lo fuerte que pude, me iba
acercando a su parachoques trasero muy rápido. Frené pero no había reducido la
suficiente velocidad. Estaba completamente indefenso (no es un sentimiento muy
agradable, por decir algo). No podía escapar ni por la derecha ni por la izquierda y
también temía que el coche que venía detrás de mí pudiera golpearme por detrás.

Recuerdo un pensamiento que cruzó por mi mente (este momento será un cambio
en mi vida) y que nada volverá a ser lo mismo después de esto, porque
definitivamente voy a chocar y morir o ser gravemente herido. Me encuentro a
pocas pulgadas del parachoques de su coche cuando, en el último momento, ella se
da cuenta de la situación y acelera con lo que consigue alejarse en el momento
justo. No podría haber tenido más suerte. Me salvé.

Yo estaba casi en estado de shock. Muchos pensamientos y sentimientos. No creo
que alguien pueda estar tan cerca de un accidente a alta velocidad y salvarse en el
último momento. Creo que hay algo muy grande detrás de esto.

Mucha gente, incluidos mis propios padres, no entendían por qué empecé a
twittear sus oraciones., por qué estoy trabajando tan duro para ayudar a unos
completos extraños a quienes no conoceré. Os diré la verdad, consume mucho
tiempo y micha energía. MUCHA.

CREO QUE FUI SALVADO POR MI DURO TRABAJO.

Obviamente cuando empecé con TweetYourPrayers hace unos meses, no podía
imaginar encontrarme en una situación así en la carretera. Pero lo hice para ayudar
a la gente. Y ahora sigo aquí, sin un rasguño. Es suficiente con pensar en él. Es
pasmoso, difícil de comprender. ESTOY VIVO.

(Muchas gracias a Alberto de la traducción!)

Page 3 of 3123